Apple é condenada em tribunal chinês por vender livros pirateados na App Store


A Apple terá que pagar uma indenização de 1 milhão de iuanes (equivalente a U$ 160 mil dólares), por vender livros pirateados na App Store chinesa. Oito autores e duas companhias processaram a Apple, exigindo 10 milhões de iuanes, por permitir que aplicativos na App Store vendessem e-books sem autorização. 

Mesmo com a condenação o grupo de escritores não ficou satisfeito. "Estamos desapontados com a decisão. Alguns dos autores que mais vendem  na China vão receber somente 7 mil iuanes. A decisão estimula a pirataria" afirmou o representante do grupo, Bei Zhicheng.

Em um comunicado a Apple salientou que leva a sério a política de proteção aos direitos autorais. "Estamos sempre refinando nosso serviço para ajudar os autores a proteger seus direitos", afirmou o porta-voz Carolyn Wu.


Google+

Sobre Flávio Prado

Entusiasta de tecnologia e fundador dos sites www.tech4fan.com.br e www.samsungdiscovery.com e também colaborador do TecheNet.com. Tem grande interesse nas áreas mobile e de computação pessoal.