Bomba: Google vende a divisão mobile da Motorola para a Lenovo por US$ 2,91 bilhões

A gigante de buscas ainda manterá o controle sobre as patentes adquiridas.


Quando o Google comprou a divisão mobile da Motorola, a menos de 2 anos, por mais de 12 bilhões de dólares, ninguém imaginava que hoje o CEO da empresa de buscas, Larry Page, anunciaria a venda da mesma divisão para a Lenovo por "apenas" US$ 2,91 bilhões (aproximadamente R$ 7 bilhões).

"Adquirimos Motorola em 2012 para ajudar a turbinar o ecossistema Android, criando um portfólio de patentes mais forte para o Google e grandes smartphones para os usuários", destacou Larry Page em um comunicado no blog oficial do Google. No período em que a Motorola pertenceu ao Google ela conseguiu se destacar novamente no mercado com bons aparelhos como o Moto X e o Moto G.

Larry Page ainda afirmou que o mercado de smartphones está cada vez mais competitivo e que a Motorola estará melhor servida sob o comando da Lenovo, que também é líder mundial de mercado quando o assunto são PCs. 

Controle de Patentes

Em um primeiro momento o negócio pode ter parecido desvantajoso para o Google, mas ele permanecerá com todas as patentes adquiridas junto com a Motorola, e que permitirá que a empresa foque no desenvolvimento e aprimoramento do Android.

O presidente do Google ainda salientou que está animado com os lançamentos da Motorola para 2014, e disse que a venda da companhia para a Lenovo não indica que o Google se afastará do desenvolvimento do hardware.


Google+

Sobre Flávio Prado

Entusiasta de tecnologia e fundador dos sites www.tech4fan.com.br e www.samsungdiscovery.com e também colaborador do TecheNet.com. Tem grande interesse nas áreas mobile e de computação pessoal.