Celulares e tablets xing ling serão bloqueados pela Anatel a partir desta semana

Bloqueio ainda não será imediato, mas poderá atingir aparelhos homologados no exterior que ainda não foram certificados pela ANATEL.


Hoje dia 17 de março de 2014, começa a operar o Sistema Integrado de Gestão de Aparelhos - SIGA, que foi desenvolvido para bloquear aparelhos eletrônicos piratas que não sejam homologados pela Anatel - Agência Nacional de Telecomunicações. O sistema vem sendo estudado e desenvolvido desde 2012.

Porém os aparelhos não homologados pela Agência brasileira não serão bloqueados de imediato. Até o mês de setembro deste ano o SIGA apenas atuará criando um banco de dados dos aparelhos utilizados por aqui, somente então o processo de bloqueio dos produtos piratas terá início.

Segundo o discurso oficial, o Sistema Integrado de Gestão de Aparelhos tem o objetivo de evitar o contrabando e garantir a segurança dos usuários, já que os chamados "xing ling" podem emitir radiação ou até mesmo explodirem. Porém não foi descartada a possibilidade de aparelhos certificados em outras partes do mundo não funcionarem por aqui até receberem a certificação da ANATEL, assim aquele iPhone ou Galaxy recém-lançado no exterior pode não funcionar no Brasil.

O sistema tem o apoio das principais operadoras de telefonia do país: Oi Vivo, Tim e Claro, que investiram aproximadamente R$ 10 milhões para desenvolver o projeto, ao argumento de que os aparelhos não certificados prejudicam o funcionamento das redes móveis como um todo. O SIGA inicialmente pretende impedir novas ativações de aparelhos não certificados, assim ao inserir um chip já habilitado em um aparelho pirata ele não funcionará. Ainda não ficou claro se aparelho já habilitados e em funcionamento serão bloqueados.

Polêmica

Quando tratamos do bloqueio dos aparelhos realmente piratas, os verdadeiros "xing ling", não há qualquer problema, mas o bloqueio de dispositivos regularmente comercializados no exterior ainda é uma questão tormentosa, já que a própria legislação tributária brasileira permite que viajantes internacionais tragam consigo um aparelho celular para uso pessoal.

Assim o bloqueio de um aparelho que tem a sua importação autorizada pela legislação pátria, configuraria um claro prejuízo ao consumidor, que estaria sendo privado do uso de um determinado aparelho que é certificado pelo mercado americano ou europeu, que possuem regras semelhantes ou até mesmo mais rígidas do que as adotadas pela ANATEL.

Se o SIGA realmente atuar dessa forma deliberada, não há dúvidas de que sua política de bloqueio será contestada, inclusive na justiça, pois estaria se configurando uma verdadeira ferramenta a serviço do interesse das operadoras, que nunca viram com bons olhos os aparelhos que suportam mais de um chip (simCard).

E você, o que acha desse sistema? Deixe sua opinião nos comentários.

Google+

Sobre Flávio Prado

Entusiasta de tecnologia e fundador dos sites www.tech4fan.com.br e www.samsungdiscovery.com e também colaborador do TecheNet.com. Tem grande interesse nas áreas mobile e de computação pessoal.